CURSO 5 EM 1 BOVINOS: BIOTECNOLOGIAS APLICADAS À REPRODUÇÃO DE BOVINOS (US-IATF-ANDROLOGIA-OPU-TE)

PROGRAMAÇÃO

Primeiro dia:

– Manhã (Aula Teórica Andrologia)
Importância do exame andrológico;
Aspectos gerais, exame físico e reprodutivo do macho;
Sequência do exame andrológico;
Patologias do aparelho reprodutor e espermáticas;
Teste de libido, exames complementares e sanitários;
Preenchimento do certificado de exame andrológico e recomendações técnicas.

– Tarde (Aula Prática Andrologia)
Material usado no exame andrológico;
Coleta de sêmen e avaliação física/ funcional do sêmen;
Exames Complementares;
Avaliação de patologias espermáticas;
Determinação da concentração espermática.

 Segundo dia:
– Manhã (Aula Teórica IATF)

Benefícios econômicos da ultrassonografia na prática reprodutiva;
Fisiologia do ciclo estral em fêmeas bovinas;
Princípios básicos de endocrinologia aplicados à reprodução;
Manipulação farmacológica do ciclo estral de fêmeas bovinas;
IATF: conceito, vantagens e princípios básicos;
Importância do técnico nos resultados da IATF;
Avaliação da eficiência reprodutiva da propriedade através dos índices reprodutivos;
Condições necessárias para um bom resultado na IATF;
Implantação da IATF: avaliação das condições da propriedade;
Critérios de seleção de animais para IATF; importância do escore de condição corporal (ECC);
Evolução dos protocolos utilizados na IATF;
Eficiência dos protocolos de acordo com a categoria animal;
Hormônios comerciais disponíveis atualmente no mercado;
Cuidados no armazenamento e manipulação de hormônios;
Estratégias de IATF na estação de monta;
Ressincronização da ovulação;
Influência dos fatores ambientais na reprodução;
Cálculo de custo de protocolos de IATF;
Retorno do investimento em programas de IATF.

– Tarde: Aula Prática IATF
Apresentação de fármacos comerciais;
Apresentação dos materiais utilizados na IATF;
Sequência durante um programa de IATF;
Inserção de dispositivos de progesterona;
Aplicação de fármacos;
Higienização do material;
Avaliação de ECC;
Avaliação e seleção de fêmeas bovinas por Ultrassonografia;
Diagnóstico precoce de gestação;
Discussão sobre como escolher o “melhor” protocolo.

Terceiro dia:

 – Manhã (Aula Teórica Ultrassonografia)

Anatomia do aparelho reprodutor de fêmeas bovinas; 

Conceitos gerais da fisiologia ovariana bovina;

Desenvolvimento gestacional em bovinos;
Princípios básicos, seleção e ajustes básicos do aparelho de ultrassonografia;
Acompanhamento da dinâmica folicular ovariana;
Avaliação de ciclicidade;
Avaliação de puberdade em novilhas;
Diagnóstico de patologias uterinas e ovarianas;
Diagnóstico precoce de gestação;
Estimativa da idade fetal;
Sexagem fetal.

-Tarde  (Aula Prática Ultrassonografia)

Apresentação e calibração do aparelho de ultrassom;
Avaliação uterina e ovariana;
Acompanhamento da dinâmica folicular;
Diagnóstico de gestação por ultrassonografia;
Estimativa da idade fetal;
Sexagem Fetal.

Quarto dia:
– Manhã (Aula Teórica OPU E TE)

Aspectos comerciais da OPU/ FIV;
Aspectos básicos da PIVE;
Anatomia do aparelho reprodutor de fêmeas bovinas;
Conceitos gerais da fisiologia ovariana bovina;
Equipamentos e infraestrutura necessários para OPU;
Preparo dos materiais e meios para OPU;
Custos de material para OPU;
Princípios básicos, seleção e ajustes dos aparelhos de ultrassonografia;
Manejo de doadoras para OPU;
Protocolos hormonais para OPU;
Fatores biológicos que afetam os resultados da OPU;
Riscos associados à OPU das doadoras;
Aspectos atuais da Transferência de Embriões (TE) no Brasil;
Vantagens e importância da TE para o melhoramento genético;
Manejo sanitário para programas de TE;
Infraestrutura e equipamentos necessários;
Seleção e preparo de doadoras e receptoras;
Aspectos básicos da fisiologia ovariana e do ciclo estral;
Fecundação e desenvolvimento embrionário pré-implantacional;
Protocolos de superovulação;
Protocolos de sincronização de receptoras de embrião;
Congelação de embriões;
Fatores que podem interferir negativamente na TE;
Preparo de material (lavagem, embalagem, esterilização e manutenção).

– Tarde (Aula Prática OPU)
Apresentação dos equipamentos para OPU e seleção dos oócitos;
Treinamento da técnica de OPU em peças de abatedouro e animais;
Treinamento de seleção e classificação de oócitos;
Avaliação da disciplina e entrega de certificado.

Quinto dia:
– Manhã: Aula Prática TE
Apresentação dos materiais e equipamentos;
Treinamento de colheita em peças de abatedouro e animais;
Treinamento de inovulação em peças de abatedouro e animais;
Treinamento de busca, seleção e classificação de embriões.

CARGA HORÁRIA: 36 HORAS

OBS: a sequência das aulas pode ser alterada conforme a necessidade.

Mais informações
São disponibilizados diversos animais para que os alunos aprendam na prática toda teoria dada em sala de aula.

OFERECEMOS ALIMENTAÇÃO (CAFÉ DA MANHÃ, ALMOÇO E JANTAR) E HOSPEDAGEM DURANTE OS DIAS DO CURSO.

OBS: É indispensável a apresentação da carteira do CRMV ou do comprovante de matrícula da Faculdade de Medicina Veterinária. Verifique o artigo 5º da Lei 5.517/68 que discorre sobre as funções e atividades de competência privativa do médico veterinário.
Para que o curso ocorra é necessário a inscrição de pelo menos 5 participantes. A confirmação da realização do mesmo ocorrerá com pelo menos 7 dias de antecedência da data de início do curso, por e-mail. EM CASO DE DESISTÊNCIA POR PARTE DO ALUNO, NÃO REALIZAMOS DEVOLUÇÃO DO VALOR DO SINAL. Não nos responsabilizamos por gastos com passagens aéreas, ônibus, hoteis, etc, que os participantes venham a ter. Estamos à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas.
O pagamento do valor residual ou das parcelas deverá ser feito no dia do curso, exclusivamente, em dinheiro ou cartão de débito ou crédito.

Local

Centro de Biotecnologia da Reprodução Animal
Fazenda Santa Maria – Assaí – PR

PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO E FAÇA SUA PRÉ-RESERVA (SEM COMPROMISSO) PARA A PRÓXIMA TURMA. ENTRAREMOS EM CONTATO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *